Semana dos Museus reviveu histórias da antiga Itá

Cultura 19.05 13h15 - Centenas de pessoas passaram pela Casa da Cultura para acompanhar a programação

Foi mais do que uma semana de programação para celebrar o Dia Internacional de Museus (18 de maio). Uma semana de nostalgia, de emoção, de reviver a história de uma cidade que hoje está submersa.

Em Itá, a Casa Camarolli e a Casa da Cultura Alberton realizaram uma programação especial na 15ª Semana Nacional de Museus, que iniciou na segunda-feira, dia 15, e se encerrou nesta sexta-feira, com atividades voltadas a histórias, trabalhos artesanais e algumas profissões da cidade velha.

Durante toda a programação a Casa da Cultura ficou lotada com a participação de alunos, entidades, autoridades e da comunidade. Todos puderam ver de perto algumas profissões exercidas na antiga cidade, como o empalhamento de cadeiras, fabricação de vassouras e a confecção de chapéus, bolsas e outros objetos, usando como material a palha.

Além disso, os visitantes puderam ouvir histórias dos primeiros colonizadores, contadas por familiares, amigos e historiadores. “A Praga do Padre”, “Jagunços”, “Os Balseiros”, “A Olaria”, foram alguns dos contos que prenderam a atenção de quem ouvia e imaginava como era a vida na pacata vila de Itá, a dezenas de anos atrás.

De acordo com a gerente de cultura da administração municipal de Itá, Noimi Lurdes Schönell, a Semana dos Museus superou as expectativas. “Recebemos centenas de visitantes e todos ficaram encantados com as histórias e com as profissões da antiga cidade”.

“Em nome de da equipe de trabalho e da Comissão organizadora, agradecemos com carinho, todas as pessoas que colaboraram e voluntariamente prestaram seu apoio, para que se tornasse uma semana rica em saberes”, concluiu Noimi.

O tema nacional desta edição foi “Museus e Histórias Controversas. Dizer o Indizível dos Museus”. Nessa edição, mais de mil museus de todo o Brasil ofereceram ao público atividades especiais, como visitas mediadas, palestras, oficinas, entre outros.