Crianças de 12 meses a menores de 5 anos devem se vacinar

Saúde 09.08 14h00 - Campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite acontece em Itá no mês de agosto

Estará acontecendo na unidade municipal de Saúde de Itá entre os dias 6 a 31 de agosto a Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo. Esta campanha que acontece em todo o Brasil é voltada exclusivamente às crianças com idade entre 12 meses e menores de 5 anos (incompletos).

O Dia D da campanha está marcado para 18 de agosto (sábado) quando o setor de vacinas municipal estará atendendo das 8 horas até as 17 horas, sem fechar ao meio dia, sendo necessário sempre trazer a carteira de vacinação e um documento da criança. A meta do município é vacinar 95% das 299 crianças dessa faixa etária.

Segundo a técnica em enfermagem e responsável pelo setor de vacinação, Sandra Tomazelli, “não podemos deixar que estas doenças continuem avançando, sendo que a campanha é necessária diante dos diversos casos de sarampo que estão aparecendo em vários estados do nosso país”. A vacinação é obrigatória, representando um direito da criança e uma obrigação dos cuidadores, sendo possível diante de negligência a responsabilização jurídica.

O secretário municipal de Saúde, Darci Antonio Kolakowski, salienta que a Administração Municipal está empenhada na prevenção de todas as doenças e essa é uma grande oportunidade de prevenir estas duas doenças que geralmente atingem as crianças.  Entretanto informa que esta campanha foi direcionada para este grupo de risco. “Não há uma campanha de vacinação específica para os adultos. Mas eles devem ser vacinados conforme a rotina do calendário nacional de vacinação, mantendo atualizada sua caderneta vacinal sempre”.

Ele destaca ainda que milhões em recursos são investidos para viabilizar esta vacinação.   “Infelizmente, há muitos boatos sobre a vacinação circulando e criando resistência em relação às vacinas. As pessoas não devem se preocupar com esses boatos. A vacinação é segura. Qualquer dúvida em relação a estes assuntos devem ser sempre sanados junto a unidade municipal de saúde”, finaliza.

 

*Imagem Ilustrativa