Farmácia Básica dispõe de medicamentos para toda a população

Saúde 23.08 08h15 - Saúde é uma das prioridades da Administração Municipal de Itá

Quase 700 ampolas; 1058 bisnagas; 49.099 cápsulas; 745.679 comprimidos; 153 envelopes e 4.584 frascos de medicamentos diversos. Esses são os números – de janeiro a julho de 2018 – dos medicamentos fornecidos para a população itaense, através da Farmácia Básica do Posto de Saúde.

Os dados da Secretaria Municipal de Saúde demonstram os investimentos que a Prefeitura de Itá aplica no setor. “O bem estar da nossa população, principalmente no que diz respeito a sua saúde, sempre representou umas das grandes preocupações da nossa administração, pois sem saúde não existe felicidade” ressalta o Prefeito de Itá, Jairo Sartoretto.

Nas ações desenvolvidas pela Secretaria de Saúde de Itá, buscando a preservação e a prevenção das doenças, destaca-se a disponibilização de medicamentos para os pacientes itaenses. Nesses primeiros sete meses de 2018 já foram aplicados na compra destes produtos cerca de R$ 300 mil reais dos recursos públicos, buscando atender muito além das obrigações preconizadas pelo Sistema Único de Saúde - SUS.

Para o Secretário de Saúde, Darci Antonio Kolakowski, o medicamento é uma das estratégias importantes e necessárias em muitos casos para proporcionar o bem estar e/ou a melhora dos pacientes. “Neste sentido a administração municipal tem investido uma vultuosa quantia de atenção e recursos para melhor atender a população do nosso município. Porém, temos que ter cuidado com o uso excessivo de muitas substâncias e também a falta de critérios técnicos, pois um medicamento utilizado fora das recomendações, ao invés de contribuir para a melhora, poderá comprometer o quadro do paciente”, enfatiza ele.

A diversidade destes produtos é enorme, entretanto além da retirada da medicação para realizar o respectivo tratamento, se faz necessário alguns cuidados, como o armazenamento em local e ambiente adequado e a tomada rigorosamente nos horários recomendados.

Segundo a Farmacêutica da Unidade de Saúde de Itá, Greice Barotto, o número de medicamentos fornecidos pela Farmácia Básica do município é expressivo e importante, porém somente devem ser retirados quando necessários, pois os recursos para aquisição vêm das políticas públicas da saúde.

“Para retirar medicamento, o paciente precisa ser cadastrado no município, ter uma prescrição médica, e a sua utilização depende de orientação, conscientização e bom senso de cada paciente. A relação de medicamentos adicionais que serão fornecidos aos munícipes, além daqueles preconizados pelo SUS, é organizado e aprovado por uma comissão com representantes de diversos setores técnicos da Atenção Básica, buscando satisfazer sempre o interesse coletivo”, explica ela.

Uma das grandes preocupações, segundo a profissional, são os medicamentos retirados e descartados, o que representam um tratamento inadequado ou não realizado pelo paciente. “Os pacientes devem seguir todas as orientações médicas quanto ao uso de medicamentos”, orienta a Farmacêutica da Secretaria de Saúde de Itá.